Família | Revista Graça/Show da Fé
Jornal das Boas-Novas – 255
01/10/2020
Vida Cristã
01/11/2020
Exibir tudo

Família – 256

Foto: Sam Rios / Unsplash

Pr. Rogério Postigo

Preparados para a guerra


Enquanto estivermos na Terra, estaremos sujeitos a enfrentar lutas. Quando prevalecemos no campo espiritual, vencemos também no natural. É isso que vemos em Êxodo 17.8-15: quando Moisés levantava as suas mãos, em oração, Josué e seu exército prevaleciam contra os amalequitas. Nessa passagem bíblica, vemos as duas batalhas sendo travadas ao mesmo tempo e interligadas.

O mundo espiritual é tão real quanto o natural. Entretanto, somente aqueles que conhecem as Escrituras entendem esse mistério: Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente (1 Co 2.14). A Palavra de Deus diz ainda: Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Ef 6.12). O que impede a conversão de alguém ao Evangelho é o maligno, que cega o incrédulo, para que não se renda a Jesus (2 Co 4.4). Assim acontece com quem está doente, na miséria, nos vícios ou em outros sofrimentos. Quando o Senhor Jesus curou a mulher encurvada, disse-lhe que ela estava presa por um espírito de enfermidade havia 18 anos (Lc 13.10-17).

Guerreiro vitorioso – Deus nos chama a fazer a obra dEle enquanto é dia (Jo 9.4), ou seja, enquanto durar a dispensação da graça, antes da volta do Salvador. Precisamos estar preparados para levantar as mãos e prevalecer contra o inimigo. Davi foi vitorioso nas batalhas, mas não fez segredo sobre quem havia sido seu Mestre na arte da guerra: Bendito seja o SENHOR, minha rocha, que adestra as minhas mãos para a peleja e os meus dedos para a guerra (Sl144.1). Também precisamos ter o Pai celestial nos adestrando. O segredo é estarmos firmes na Rocha, que é Cristo (Mt 16.18). Para tanto, precisamos lançar mão da Palavra, pois nos ensina como expulsar os demônios (Mc 9.20-28), curar os enfermos (Mc 16.17-20), administrar nossos recursos (Jo 6.11-13) e viver segundo as demais orientações deixadas pelo Messias. Ele lhe ensinará a ser vencedor: Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito (Jo 14.26).

Pr. Rogério Postigo
Advogado e líder estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus no Rio de Janeiro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *