Na prateleira | Revista Graça/Show da Fé
Medicina e Saúde – 272
01/03/2022
Carta do Pastor à ovelha – 274
01/05/2022

Convite às bênçãos

É chegado o outono, estação de temperatura amena e cheia de encantos; quando é possível contemplar folhas coloridas caídas pelo chão e os frutos maduros da época. Tempo também de boas leituras, a começar pelo devocional diário Bênçãos do outono 2022, do Missionário R. R. Soares (Graça Editorial), um convite aos cristãos que desejam conservar no coração a chama ardente do Espírito Santo durante essa nova temporada.

A obra conduz o leitor por um caminho de quebrantamento e comunhão com o Senhor, exortando-o a uma vida de real dedicação ao Eterno. A pessoa que não está em santidade se esforça para oferecer a Deus o que pensa ser agradável a Ele, mas está tentando entregar algo corrompido. Só fazemos alguma coisa pura, estando em comunhão com o Altíssimo. Mesmo assim, não podemos realizar nada por nós mesmos, e sim orar para o Senhor nos orientar. Assim, Ele nos ajudará!, escreve R. R. Soares na página 40.

A cada dia, as palavras do autor confortam e confrontam, encorajando o leitor à prática da oração a fim de conquistar uma vida de real intimidade com Deus. Afinal, esse é o segredo para conseguir a vitória em meio às lutas da caminhada cristã: Obedeça às ordens divinas sempre que o Espírito Santo o tocar. Ser guiado por Ele deveria ser o alvo de todos, pois, desse modo, nunca errariam. Davi consultava com frequência o Altíssimo sobre como guerrearia e jamais perdeu uma só batalha. O nosso alvo nas lutas a serem travadas durante o nosso percurso na Terra deveria ser sair vitorioso delas (p.184).

Por outro lado, renunciar à comunhão íntima com o Pai é o caminho para a desobediência e, consequentemente, a trilha em direção à derrota. Não obedecer a Deus é um erro gravíssimo, e foi isso que Adão fez. Apesar de ter ouvido do Senhor a advertência de não comer do fruto proibido, ignorou o aviso e transgrediu. Por causa dessa insubmissão, ele foi separado do Criador, morrendo espiritualmente. E, por descendermos dele, também ficamos nessa mesma condição, o que, na linguagem bíblica, significa a morte (p.187).

Além de conclamar o leitor a ter um compromisso com o Altíssimo, o livro o exorta a se engajar na proclamação de Seu Reino, a fim de levar a todos a mensagem do Evangelho. A mensagem da cruz de Cristo nos inspira a pregar que os pobres de espírito têm ao seu dispor o Reino dos Céus, os que choram serão consolados, os mansos – os que se submetem a Deus – herdarão a terra, e quem tem fome e sede de justiça será farto (p.23). Ter a obra em mãos é a oportunidade de meditar diariamente na Palavra e, dessa forma, desfrutar de muitas bênçãos ao longo de todo o outono. (Ana Cleide Pacheco)


Bênçãos do outono 2022

Missionário R. R. Soares
Graça Editorial


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.