Família | Revista Graça/Show da Fé
Pela Internet – 254
01/09/2020
Entrevista – 255
01/10/2020

Família – 254

Pr. Rogério Postigo

Duas condições


Quando observamos diversas passagens bíblicas, aprendemos o seguinte: sempre que fizermos a nossa parte no milagre, o Senhor fará a dEle. No entanto, às vezes, temos a impressão de que o homem realizou tudo de maneira certa, e, ainda assim, Deus não operou. Mas, ao mesmo tempo, vem à memória que o Criador está com as mãos estendidas para abençoar (Is 59.1) e não nega bem algum a quem anda em retidão (Sl 84.11). Então, onde está o problema? Em Gênesis 17, versos 1b e 2, o Altíssimo disse a Abraão: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda em minha presença e sê perfeito. E porei o meu concerto entre mim e ti e te multiplicarei grandissimamente. Esse servo fiel achava que não teria um filho legítimo, pois sua esposa Sara era estéril. Porém, o Eterno lhe falou como proceder para ele ser pai de uma grande nação. Uma vez atendidas as condições do Senhor, Seu poder agirá a nosso favor. O “pai da fé” obedeceu às exigências do Alto, quando não atentou para sua idade avançada nem para a esterilidade da companheira, pois estava seguro de que o Onipotente Deus era fiel para cumprir Suas promessas (Rm 4.17-22). Aleluia!

Arte sobre foto de Markus Spiske / Unsplash

Suposta demora – E nós? Também temos de cumprir as exigências do Senhor se queremos ter as respostas das nossas orações? Tire suas conclusões lendo João 15.7: Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. O nosso Deus continua sendo o mesmo que Se revelou a Abraão e lhe deu um herdeiro em sua velhice, pois nada é impossível para Ele.

Muitos se alegram ao conhecer uma mensagem bíblica, porém não perseveram. Ao se depararem com as adversidades, ou com a suposta demora da resposta do Senhor, logo desanimam. Isso acontece quando a pessoa se deixa levar pelo que vê e se esquece do que está escrito no Livro Sagrado.

Em Lucas 8.12, na parábola do semeador, o Mestre explicou: […] e os que estão junto do caminho, estes são os que ouvem; depois, vem o diabo e tira-lhes do coração a palavra, para que se não salvem, crendo.Preste atenção na expressão: junto do caminho. O texto se refere àqueles que ainda não estão no Caminho, que é Jesus (Jo 14.6). Até gostam de ouvir boas mensagens e os louvores, contudo não se entregaram a Cristo de fato e, portanto, ainda não estão nEle.

Entendemos, então, que receber Jesus como Salvador e guardar a Sua Palavra são as duas condições necessárias para o Seu poder se manifestar em nossa vida. Agindo assim, tal como aconteceu com Abraão, seremos abençoados!

Pr. Rogério Postigo
Advogado e líder estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus no Rio de Janeiro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *