Capa | Revista Graça/Show da Fé
Medicina e Saúde – 250
01/05/2020
Missões – 252
01/07/2020

Capa | Gospel

Explosão gospel

Consumo desse gênero musical tem crescido 44,1% a cada ano no Brasil

POR PATRÍCIA SCOTT

A estudante de Farmácia Isabela Veiga, 22 anos, tem mais de 11 playlists com temas evangélicos disponíveis em seu celular. Cada uma, por sua vez, conta com mais de 200 músicas. Consumidora voraz do gospel, a jovem afirma que chega a ouvir mais de cem canções por dia. “Gosto muito dos louvores de adoração”, informa ela, que congrega na Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) em Piabetá, em Magé (RJ). “Não escuto outros gêneros, porque não me edificam”, prossegue Isabela. Assinante de um serviço de streaming, ela acredita que o compartilhamento de músicas cristãs também é uma forma de evangelização. “Está bastante fácil ter acesso ao gospel. O preconceito hoje é menor, pois mesmo pessoas que não professam a fé cristã ouvem essas letras”, observa.

A estudante de Farmácia Isabela Veiga, consumidora voraz de música gospel: “Gosto muito dos louvores de adoração” Foto: Arquivo pessoal

O estudante do Ensino Médio Josias Victor Correa Neto, 18 anos, diariamente, seleciona, pelo menos, 15 louvores da playlist que mantém em uma plataforma digital. O intuito é conectar-se com Deus. O estilo dele preferido é o louvor congregacional. “Somos aquilo que consumimos. Então, é importante alimentar a nossa alma com o que vai nos edificar”, opina o rapaz, ministro de louvor da Igreja da Graça na Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro (RJ). As mídias, de acordo com Josias Neto, têm feito ampliar o mercado de música gospel. “Estamos na Era da internet, e as plataformas digitais têm sido essenciais, inclusive para o lançamento de novos nomes no mercado musical cristão.”

De fato, o consumo desse gênero no Brasil cresce – em média – 44,1% a cada ano. É uma tendência que se repete desde 2015, segundo pesquisa do Spotify, um dos serviços de streaming de música, podcast e vídeo mais populares da web. Em evento realizado recentemente em São Paulo, a empresa revelou outros dados sobre o alcance do gênero religioso no país e informou, por exemplo, que a playlist Sucessos Gospel beirava um milhão de seguidores e figurava entre as cinco mais populares no país. 

O estudante Josias Victor Correa Neto opina: “É importante alimentar a nossa alma com o que 
vai nos edificar” Foto: Arquivo pessoal

Tamanha popularização das canções evangélicas tem chamado a atenção até do meio acadêmico. O fator mais importante para o crescimento da demanda por música gospel seria o reflexo do crescimento do número de evangélicos no país e da diversificação desse segmento com o surgimento de denominações e ministérios voltados para grupos específicos, analisa o artigo As racionalidades do mercado religioso: considerações sobre produção e consumo da música gospel, publicado na Revista de Ciências Sociais, da Universidade Federal do Ceará (UFC). Os autores do texto – a doutora em Antropologia Cultural Olívia Bandeira de Mello Carvalho e o doutor em Sociologia Michel Nicolau Netto – destacam outra relevante característica do público evangélico: em geral, rejeita o consumo de música pirateada.

2 Comments

  1. Pop Ads disse:

    Poxa até que fim encontrei o artigo que estava precisando
    e ajudou muito. Infelizmente na internet e no youtube
    não encontrei bons conteúdos sobre esse assunto.
    Compartilhado nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *