Telescópio | Revista Graça/Show da Fé
Igreja
01/01/2021
Palavra dos Patrocinadores – 258
01/01/2021

Telescópio – 258

Foto: Reprodução

Bom testemunho

Em uma recente entrevista, o ator norte-americano Matthew McConaughey (foto), 51 anos, declarou não ver qualquer contradição entre ciência e fé. Na faculdade, escrevi um artigo chamado John Wayne vai para o Oeste, sobre como alguém pode ser um crente no mundo da ciência, declarou ele, em entrevista concedida ao comediante Joe Rogan, apresentador do podcast Joe Rogan Experience. Ciência é procurar por Deus de forma prática. Ambas não se excluem. Dançam juntas. Caminham juntas, complementou McConaughey, vencedor do Oscar na categoria melhor ator em 2014, pelo filme Clube de Compras Dallas (2013).

Na ocasião, o ator, que é declaradamente cristão, informou também que a leitura da Bíblia influencia seu dia a dia, tornando-o uma pessoa melhor. Tenho sucesso em meus relacionamentos […] tratando outras pessoas como gostaria de ser tratado, destacou. (Élidi Miranda, com informações de Christian Headlines)


Um dos heróis

A última carta escrita pelo pastor batista britânico John Harper, que entrou para a história como um dos heróis do Titanic, foi arrematada em um leilão on-line por 42 mil libras esterlinas (em torno de 298 mil reais). A correspondência, endereçada a um colega de ministério, é datada de 11 de abril de 1912 e foi postada na Irlanda, onde o navio fez sua última parada antes de adentrar o Atlântico Norte. Viúvo, o pregador estava a bordo com sua irmã e a filha de seis anos. Na noite de 14 de abril, quando o Titanic começou a afundar, Harper pôs as duas em um dos botes disponíveis, mas se recusou a ir com elas. Mesmo em meio ao frenesi gerado pela iminente tragédia, Harper permaneceu na embarcação pregando o Evangelho. Por fim, o servo de Deus entregou seu colete salva-vidas a outro passageiro e prosseguiu falando a mensagem do Senhor Jesus até o momento do naufrágio. (Élidi Miranda, com informações de BBC)


Foto: Divulgação / CEAA

Justa homenagem

Pela primeira vez na história da Espanha, uma estátua foi erguida em homenagem a um reformador protestante: Casiodoro de Reina (1520-1594), responsável pela primeira tradução da Bíblia para o espanhol. O monumento em sua homenagem (foto) está colocado em frente ao monastério de São Isidoro do Campo, na pequena cidade de Santiponce, próximo a Sevilha, no Sul do país. Foi dali que Reina fugiu para salvar sua vida durante a inquisição espanhola, em 1562.

A inauguração da escultura celebrou os 500 anos de nascimento do reformador, cuja tradução bíblica foi publicada, pela primeira vez, em 1569. Além de tradutor, Reina foi um profícuo escritor, com vários livros editados, entre os quais, um comentário sobre os evangelhos de Mateus e de João, publicado em 1573, quando já estava radicado em Frankfurt (Alemanha). (Élidi Miranda, com informações de Evangelical Focus)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *