Entrevista | Revista Graça/Show da Fé
Na prateleira – 265
15/08/2021

Entrevista – 266

Foto: Divulgação

Juventude engajada

Pastor acredita que geração dos millennials é mais conectada, não apenas com as redes sociais, mas também com Cristo

Por Ana Cleide Pacheco

Um estudo levado a efeito em 2019, nos Estados Unidos, mostrou que os millennials (jovens de 18 a 34 anos)são mais propensos a frequentar os cultos de suas respectivas igrejas do que os mais velhos. A sondagem, realizada pelo instituto de pesquisas WPA Intelligence, constatou que eles vão aos templos de duas a três vezes por semana. Sendo assim, ao contrário do que se acreditava, de que essa geração era relapsa com as coisas do Reino de Deus, o levantamento mostra que, na verdade, eles têm compromisso com a fé.

O Pr. Márcio Alves Santana, 32 anos, líder nacional da juventude da Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) desde 2018, não tem dúvidas de que essa geração de cristãos é engajada. Casado com Liliane Santos Nogueira Santana, 28 anos, e criador do canal ReinoFlix, no YouTube, o líder afirma, nesta entrevista à Graça/Show da Fé, que existe um mover sobrenatural sobre os jovens da atualidade.

Quando começou a trabalhar com jovens?

Há, mais ou menos, sete anos, assumi a liderança da juventude da região de Campo de Fora, na zona sul de São Paulo (SP). Ali, organizamos a primeira vigília de jovens da região que aconteceu na época do Carnaval. A igreja ficou lotada, para a glória de Deus, e muitos jovens aceitaram Jesus, e outros foram batizados com o Espírito Santo. Considero esse dia como um dos mais marcantes do meu ministério. Naquele momento, comecei a me apaixonar, verdadeiramente, pelo trabalho com a juventude.

Dois anos depois, fui transferido para a sede estadual paulista, onde não imaginava o que o Senhor Deus tinha reservado para mim. Há pouco mais de três anos, o Pr. Jayme de Amorim Campos [líder estadual da IIGD em São Paulo] me abençoou e me incumbiu com a tarefa de cuidar da juventude da sede e de todo o Brasil. Foi um megadesafio. Mas Deus ministrava forte ao meu coração, mostrando que eles precisavam de amor e cuidado.

Costumo dizer que é um trabalho em equipe, pois nunca fiz ou farei algo sozinho. Temos líderes que nos ajudam nos ministérios e grupos dentro da juventude, e isso nos tem fortalecido ainda mais. Cuidamos de líderes em todo o Brasil. Fazemos reuniões mensais pelo [aplicativo] Zoom, com o propósito de fortalecer os grupos. Graças a Deus, a nossa juventude está se tornando uma força, e, em breve, colheremos grandes frutos de todo o trabalho.

Qual é o papel das redes sociais em seu ministério?

A juventude é fundamental para o crescimento e avanço do Reino de Deus, e, por isso, a cada dia, aprendo a lidar com as redes sociais e tudo o mais que envolve o universo conectado dessa geração. Instagram, YouTube e Facebook são ferramentas fundamentais para alcançar esses jovens. Recentemente, fiz um propósito de orar com a juventude às 3h, pela internet. Tivemos uma audiência média de 1.700 jovens. Quando vi o número de participantes, quase não acreditei. Isso mostra o quanto eles precisam ser acompanhados por meio dessas ferramentas tão importantes.

Todo líder de jovens tem de atentar para o que seus liderados estão curtindo e postando nas redes sociais. Dessa forma, pode trabalhar com conteúdo que edifique suas ovelhas e as oriente melhor. Se o líder não liga para o que tem acontecido no ambiente virtual ou deixa de observar isso, a tendência é as ovelhas se dispersarem. Todo cuidado é pouco.

Por isso criou o ReinoFlix?

Na verdade, ele já existia, mas estava parado. Até que, durante a pandemia, Deus colocou isso em meu coração e comecei a postar mensagens. Atualmente, eu e minha esposa Liliane fazemos um devocional ao vivo, chamado Priorizando o Reino, todas as terças e quintas-feiras, às 7h. Também há o canal Jovens Que Vencem (JQV Oficial), no YouTube. É o canal oficial da juventude da Igreja da Graça e tem 31 mil inscritos, até o momento. Temos investido na postagem de conteúdos que consideramos relevantes para essa geração. Vale a pena conferir.

Qual é o maior desafio no trabalho com jovens atualmente?

Todos os dias, eles estão sendo bombardeados por inúmeros conteúdos. São informações de todos os lados, incluindo uma série de fake news (notícias falsas). Tudo isso faz com que corram riscos espirituais grandes, pois podem acabar se perdendo. Por essa razão, o líder tem de ser forte, consagrar-se, meditar e pedir a Deus a direção de que seu ministério necessita e, assim, cuidar de perto de cada um desses jovens, conduzindo-os a cumprir seu chamado. Deus é lindo, e Ele conta com cada um para contribuir com a transformação de vidas.

Em sua opinião, qual é o maior desafio dos jovens cristãos no século 21?

Penso que é não permitir o esfriamento na fé. Portanto, precisamos pregar a Palavra a tempo e fora de tempo, como a Bíblia diz [2 Tm 4.2]. Chamo a atenção de cada líder, para que cuide, ore, pregue, valorize a sua juventude a fim de que ela sinta, por intermédio dele, o cuidado do Senhor. O diabo está vindo com tudo contra os jovens. Ele quer atacar a nossa geração com ideologias e mentiras, fazendo as coisas erradas parecerem normais. Mas ele está amarrado! Nós, pastores, líderes e servos do Senhor Deus, precisamos estar atentos a tudo o que acontece e, principalmente, preparados para nos livrarmos das suas astutas ciladas.

Na sua visão, os jovens estão realmente compromissados com o Reino e com a igreja deles?

Nossa juventude é forte, capacitada e, apesar de conectada à internet, tem buscado uma conexão maior ainda com Jesus. E isso faz a diferença. Como pastor de juventude, vejo que muitos têm projetos e sonhos, querem constituir uma família e sabem que a base para isso é a fé em Cristo Jesus e o envolvimento com sua igreja local.

Em nossa sede, iniciamos uma série de atividades para envolver os jovens com a obra de Deus. Porque, quanto mais se envolvem, mais se apaixonam pelo púlpito. Hoje, temos, aproximadamente, 70 jovens obreiros em nossa sede estadual, algo que não tínhamos antes. Oro para que os nossos amigos pastores tenham um olhar especial para a juventude, pois temos uma potência em nossas mãos e devemos cuidar para que, em breve, essa geração se torne um marco na história de nosso país.

Márcio Alves Santana
Pastor e líder nacional da juventude da Igreja Internacional da Graça de Deus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *