Novela da Vida Real | Revista Graça/Show da Fé
Na prateleira – 265
15/08/2021

Novela da Vida Real – 266

Foto: Arquivo pessoal

Grande virada

Após entregar a vida a Cristo, obreiro obtém conquistas nas áreas financeira e familiar

Por Evandro Teixeira

Em meados de 2003, um ano depois de escolher andar nos caminhos do Senhor, o especialista em Mecatrônica Márcio Messias da Silva, 42 anos, ouviu uma mensagem que falou muito ao seu coração. O texto-base era o Salmo 113.5-8: Quem é como o SENHOR, nosso Deus, que habita nas alturas; que se curva para ver o que está nos céus e na terra; que do pó levanta o pequeno e, do monturo, ergue o necessitado, para o fazer assentar com os príncipes, sim, com os príncipes do seu povo. Na ocasião, ele frequentava a Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) em Pinheiros, zona oeste de São Paulo (SP). O jovem, então com 24 anos, tomou posse daquela declaração e a viu cumprir-se em sua vida.

Naquela época, embora ainda não fossem casados, ele e a cabeleireira Zuleide Moreira Silva, 40 anos, dividiam o mesmo teto. A história deles teve início quando eram adolescentes. Logo, tiveram a primeira filha, Karen Karina, hoje com 24 anos. A menina nascera quando ele tinha 18, e Zuleide, 16. No momento em que ouviu a mensagem, Márcio mal sabia o que era Mecatrônica [ramo multidisciplinar da Engenharia voltado ao projeto de sistemas eletromecânicos automatizados, controlados por computador]. Trabalhava como manobrista em um estacionamento, entretanto não parava em emprego. Frequentemente, pedia dinheiro emprestado para suprir as necessidades da família. Isso resultou em uma série de dívidas. Além dos problemas financeiros, ele e Zuleide brigavam bastante. Agora, Márcio reconhece que aqueles desentendimentos eram consequência da falta de maturidade dos dois. “Antes da minha conversão, eu era muito ‘bagunceiro’. Gostava de ficar na rua e de beber.”

Márcio Messias da Silva, sua esposa Zuleide e o filho caçula Kaio Artur, hoje com 11 anos, de férias na praia do Gunga, em Alagoas Foto: Arquivo pessoal

O casal deu o primeiro passo rumo à mudança depois que ele aceitou Jesus em 2002. Porém, Zuleide, demoraria um pouco mais para se entregar ao Senhor. Por isso, a caminhada de Márcio, inicialmente, foi um tanto solitária, já que a companheira nem sempre ia com ele à casa de Deus. No entanto, nesse tempo, o Altíssimo estava operando em ambos, pondo fim às desavenças e tornando Márcio um novo homem em Cristo.

Foi em meio a essa jornada de fé que ele viu o Salmo 113 começar a se cumprir. No estacionamento em que trabalhava, fez amizade com vários funcionários de firmas próximas, que ali deixavam seus carros. Até que, no fim de 2003, por intermédio de uma dessas pessoas, arrumou um emprego como auxiliar de estoque em uma empresa de equipamentos oftalmológicos. O rapaz que não parava em lugar nenhum havia mudado radicalmente. Mostrou-se um funcionário de qualidade, e decidiram investir nele, patrocinando um curso de Inglês e outro de técnico em Mecatrônica. Dessa forma, foi inserido na função de técnico júnior e, com o passar dos anos, galgou postos cada vez mais altos. Fez cursos de aperfeiçoamento no Japão, nos Estados Unidos e na Colômbia.

Promessa divina – Paralelamente, em casa, as coisas iam se acertando também. Em 2004, ele e Zuleide oficializaram o casamento. No mesmo ano, Márcio se tornou obreiro, e Zuleide conseguiu se libertar da dependência do cigarro e se firmou na fé. “Quando eu e minha esposa nos entregamos verdadeiramente ao Senhor e passamos a viver conforme a Palavra, tudo mudou para melhor.”

Em 2008, cinco anos após Márcio ouvir o Salmo 113, as maravilhas reservadas pelo Altíssimo para ele e sua família já tinham sido muitas. Na época, o obreiro fazia trabalho voluntário em uma casa de recuperação para dependentes químicos. Em um dos cultos, uma senhora pregou justamente sobre o texto do salmista, reavivando na memória dele aquela promessa divina. “Recebi como confirmação da bênção que já via o Senhor cumprir em minha vida.”

Márcio Messias da Silva (ao lado de sua moto) tem certeza de que, em tudo o que aconteceu, teve a mão abençoadora do Criador Foto: Arquivo pessoal

Outras coisas grandiosas ainda estavam para acontecer. Uma delas foi o nascimento do segundo filho do casal, Kaio Artur, hoje com 11 anos. Recentemente, em abril deste ano, depois de 18 anos na mesma companhia, Márcio aceitou o convite para trabalhar em outra, ocupando igualmente uma função de destaque. Além disso, a estabilidade financeira conquistada ao longo dos anos ajudou Zuleide a montar um salão de beleza. A filha está fazendo um curso na área de Estética para trabalhar com a mãe. E Márcio ainda encontra tempo para realizar outro projeto: cursar a faculdade de Marketing.

A família, que antes precisava da ajuda de terceiros para se manter, mora em imóvel próprio, tem carro, moto e paga todas as contas em dia. Márcio tem certeza de que, em tudo o que aconteceu, teve a mão abençoadora do Criador. Todos em seu lar servem ao Senhor na IIGD em Ribeirão Preto (SP), no interior do estado. Segundo ele, participar desse ministério foi essencial para as suas conquistas. “Entendemos, pelas pregações, que a Palavra de Deus é nosso manual de vida. Por meio dela, as portas se abrem.”


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *