Novela da Vida Real | Revista Graça/Show da Fé
Entrevista – 268
01/11/2021
Carta do Pastor à ovelha – 270
01/01/2022
Foto: Arquivo pessoal

Grande mudança

Comerciante se livra do alcoolismo e experimenta prosperidade financeira após ter encontro com Cristo

Por Evandro Teixeira

O s primeiros anos de relacionamento conjugal entre o comerciante Sandro Humberto Freitas da Silva, 40 anos, e a Profª Daiane Cristina Santos Cosmo, 34, foram marcados por muito amor e companheirismo. Ele vinha de outro casamento e, agora, estava feliz ao lado da nova esposa.

Eles haviam se conhecido em 2007. Namoraram e se casaram dois anos depois. Contudo, em 2012, quando Daiane estava grávida da primeira filha do casal, Maria Eduarda (nascida em fevereiro de 2013 e hoje com 8 anos), aquele cenário de harmonia conjugal começou a desmoronar. Sandro, que jamais fora propenso ao consumo de álcool, começou a beber de forma exagerada. Isso acontecia sempre que ele estava na companhia de alguns amigos. “Por vezes, deixava minha esposa gestante sozinha em casa para ficar na noitada”, lamenta-se.

Os programas regados à bebida foram se tornando cada vez mais frequentes. Aos domingos, Sandro fazia compras, deixava tudo em casa e saía – sem hora para retornar. “Não tinha prazer em me sentar à mesa com minha esposa e minha filha para almoçar.” Nos eventos familiares, como aniversários, ele chegava atrasado e alcoolizado. Em certa ocasião, estava tão embriagado que nem sequer conseguiu tomar banho sozinho: teve de ser auxiliado pelo sogro e por outros parentes. Sua dependência ao álcool era motivo de constantes brigas com a Daiane, mas nada parecia ser capaz de alterar seu comportamento.

Até que, após o nascimento da segunda filha do casal, Manuella, em 2017, ele experimentou um lampejo de mudança. Depois de mais uma bebedeira, Sandro começou a refletir sobre sua vida e percebeu que poderia perder a segunda família. Assim, conversou com a esposa e pediu a ela que lhe desse mais uma chance.

Embora sem acreditar no marido, ela lhe deu um voto de confiança, e Sandro o honrou: parou de beber e de fumar. Além disso, passou a frequentar a academia, pois estava pesando 130kg, dedicou mais tempo ao seu lar. Nessa época, ainda saía com os amigos, mas voltava sóbrio para casa.

No entanto, aquela mudança durou pouco. Com o tempo, ele voltou às antigas práticas. Ele relata que a péssima situação financeira de sua loja de assistência técnica de celulares foi um dos fatores para isso suceder. “Naquele momento, vi a bebida como um refúgio”, diz ele, assinalando que, mesmo com as finanças tão ruins, o pouco que ganhava era gasto para alimentar sua dependência. “Cheguei a encher um balde com 12 garrafas de cerveja e beber tudo”, lembra-se Sandro. Certa noite, ao chegar à sua casa completamente alterado, ouviu de sua filha mais velha a seguinte frase: “Papai, você está doente. Não beba mais”.

Sandro Humberto Freitas da Silva, com a esposa, Daiane, e as filhas, Maria Eduarda e Manuella (no colo da mãe), testemunha: “O Senhor tem feito maravilhas em nossa vida” – Foto: Crédito

Confie em Deus Daiane havia voltado a cogitar a separação. Mas, antes de tomar qualquer decisão, preferiu procurar ajuda espiritual: foi a um culto na Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) no bairro Parque São Rafael, na zona leste de São Paulo (SP). E, por providência do Senhor, Sandro chegou justamente quando ela saía de casa para ir à igreja. Daiane o convidou a acompanhá-la à reunião, porém ele se recusou por estar alcoolizado. Contudo, assim que a esposa saiu, mudou de ideia. Tomou um banho, entretanto, ainda se sentindo zonzo, titubeou: “Deveria mesmo ir à igreja?”. Hoje, ele entende que, naquele momento, o inimigo estava tentando fazer com que desistisse da ideia de ir à casa de Deus.

Mesmo diante disso, ele foi à Igreja e, ao chegar, viu que as pessoas estavam orando. Procurou pela esposa e logo notou que ela estava abraçada com alguns parentes, chorando. Ele se aproximou do grupo e caiu em prantos. Ao perceber a situação, o Pr. Eudes Cruz, líder da Igreja, olhou na direção de Sandro e disse do púlpito: Rapaz, essa dor que está dentro de você vai acabar. Confie em Deus. Em seguida, desceu da plataforma, foi até o comerciante e lhe deu um forte abraço. “Naquele instante, senti como se estivesse sendo abraçado por Deus”, recorda-se Sandro, emocionado.

Daquele dia em diante, o comerciante nunca mais colocou uma gota de bebida alcoólica na boca, passou a frequentar as reuniões e, poucos meses depois, em abril de 2019, foi batizado nas águas. Rapidamente se envolveu com as atividades da Igreja e não demorou a ser consagrado como obreiro.

Com a vida restaurada e livre do alcoolismo, Sandro viu Deus recuperar a saúde financeira de sua loja. Ele conta que tudo começou a mudar depois de participar de um culto da prosperidade, realizado às segundas-feiras, em sua Igreja. “Eu estava sem dinheiro, todo endividado, sem crédito. Mas saí daquela reunião leve, crendo na providência divina.”

Ele patrocinou a obra de Deus em nome da loja e se tornou dizimista e ofertante. Atualmente, a situação da empresa em nada lembra o que acontecia três anos atrás. Mesmo durante a pandemia, a loja conseguiu bons resultados, e, de acordo com ele, a empresa nunca deu tanto lucro quanto agora. A nova fase possibilitou que Sandro reformasse a casa da família e adquirisse um novo automóvel. “O Senhor tem feito maravilhas em nossa vida”, alegra-se.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.