Na prateleira | Revista Graça/Show da Fé
Medicina e Saúde – 273
01/04/2022
Família – 274
01/05/2022

Sucesso digital

A Graça Music é hoje uma das maiores gravadoras evangélicas do país. Com um cast diversificado – que vai da música congregacional ao sertanejo, o selo tem se destacado também nas plataformas digitais. Afinal, o consumo de música gospel nos canais de streaming cresceu de maneira significativa recentemente. Uma mostra disso são os recordes de acessos aos lançamentos da Graça Music.

A canção Isaías 6, de Alênio Câmara, lançada em 11 de fevereiro, contabilizou mais de 280 mil execuções nos principais serviços de streaming (Spotify, Deezer e iTunes) e 100 mil visualizações no YouTube, em um período de 30 dias. Na mesma plataforma, a canção Estou cuidando, de Israel Soares, lançada em março, alcançou quase 180 mil views em apenas dez dias. Outro exemplo é Nada poderá me separar, um feat (parceria musical) de Douglas Borges e Marcus Salles. Lançada no mesmo mês, a música chegou a mais de 16 mil acessos no Spotify e 154 mil visualizações no YouTube em apenas dez dias.

Alênio Câmara
Graça Music
Fotos: Divulgação / Graça Music

Para Borges, um número de acessos tão significativo, em poucos dias, é uma bênção e um sinal de que o Evangelho está ganhando cada vez mais espaço no Brasil, o que é uma vitória para o povo de Deus. “O Reino continua se expandindo por nosso intermédio. Somos agentes dEle aqui na Terra. Nossa voz está ecoando em muitos lugares, por meio das mídias sociais, e isso é resultado da graça do Altíssimo”, ressalta o artista, que destaca o “suporte maravilhoso” dado pela equipe da Graça Music.

Israel Soares
Graça Music

“Nobre missão” – Seu colega Israel Soares também elogia o trabalho da gravadora. “Toda a glória e honra é do Senhor Jesus, que tem nos capacitado a cantar algo sobre Ele e para Ele. Esse é o maior diferencial. Mas não podemos nos esquecer de que existe um investimento para potencializar a nossa mensagem, e ele vem da gravadora”, frisa Soares. Ele considera de suma importância as ações orgânicas de divulgação – aquelas feitas pelo próprio público, que, voluntariamente, compartilha o trabalho dos artistas cristãos nas redes. “Isso faz a canção abençoar mais vidas.”

Douglas Borges
Graça Music

De acordo com a Associação das Empresas e Profissionais Evangélicos (Abrepe), o gospel é responsável por 20% do mercado fonográfico brasileiro. O consumo de música cristã no país só é menor que nos Estados Unidos. Contudo, por meio das redes sociais e dos serviços de streaming, o gospel brasileiro vai muito além das fronteiras nacionais. “A música Isaías 6, por exemplo, já tocou em países que nem sei se vou pisar um dia, e isso é um privilégio propiciado pela tecnologia”, destaca o cantor Alênio Câmara. Ele sublinha que o mundo vive em constante mudança e a modernização dos meios de comunicação é uma revolução bem-vinda. “As novas tecnologias são ferramentas maravilhosas que nos permitem levar o amor de Deus, por meio de canções e mensagens. E essa é a nossa mais nobre missão”, conclui. (Ana Cleide Pacheco)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.