Saudáveis Advertências | Revista Graça/Show da Fé
Entrevista – 268
01/11/2021
Carta do Pastor à ovelha – 270
01/01/2022

Saudáveis Advertências – 269

Foto: Jo Sonn / Unsplash

Bem-estar mental

Uma pesquisa realizada na Inglaterra sugere que o consumo de frutas e vegetais ajuda a melhorar a saúde emocional de crianças e adolescentes. Por meio desse estudo, o qual reuniu informações de cerca de nove mil menores (1.253 do Ensino Fundamental e 7.570 do Ensino Médio), os cientistas investigaram a associação entre as escolhas alimentares e a saúde mental de ambos os grupos. Os participantes responderam a questionários sobre seus hábitos alimentares, foram submetidos a testes de bem-estar e passaram por análise das experiências adversas na infância e de seus relacionamentos interpessoais.

De acordo com o estudo, as crianças e os adolescentes que consumiam cinco ou mais porções de frutas e vegetais por dia tiveram pontuação mais alta para bem-estar mental. Constatou-se também que apenas 25% dos alunos do Ensino Médio e 28% do Fundamental ingeriam cinco porções de frutas e vegetais diariamente e que 10% dos pesquisados nem sequer comia quaisquer desses alimentos. (Élidi Miranda, com informações de Viva Bem)


Foto:  Luis Arias / Unsplash

Risco ao nascer

O parto cesárea aumenta em 25% o risco de morte dos bebês. Essa foi a conclusão de um estudo do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde, órgão ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com base na análise de dados do Ministério da Saúde de 17 milhões de nascimentos ocorridos no Brasil de 2012 a 2018.

A elevação da taxa de óbitos se deu apenas nos casos em que não havia indicação médica para a realização de cesariana. Nas situações de reconhecida necessidade de cirurgia – nascimento de gêmeos, prematuros etc. –, essa modalidade de parto reduziu o número de mortes.

De acordo com os pesquisadores, uma das hipóteses para o aumento de óbitos após as cesarianas sem indicação médica é a ausência de contato do bebê com a flora bacteriana vaginal, o que fortalece seu sistema imunológico. No Brasil, 56% do total de nascimentos são feitos por meio de cirurgia. Na rede privada, são quase nove cesarianas para cada dez nascimentos. (Élidi Miranda, com informações de Agência Brasil)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *